quarta-feira, 21 de Dezembro de 2011

Camarões à moda de Moçambique (Nacional)

Cá estou eu, mais uma vez com uma receita de camarões.
Esta receita foi-me passada por um primo da minha mãe, que sabendo do meu fascínio por receitas de camarão, falou-me dela. Não resisti e tive que a pedir.
Disse-me que era uma receita típica de Moçambique, inclusivamente falou de ser conhecida por "Camarões à Nacional".
Ainda não a fiz, mas estou a tentado fazer para a noite de Consoada, sim, estou a escrever esta receita em vésperas do Natal de 2011

Nota a 27/12/2011:
Acabei por fazer este petisco para a noite de Consoada, foi um sucesso aprovado, no entanto tenho que experimentar acrescentar acrescentar cominhos à receita. gosto do sabro dos cominhos com o camarão. Uma sugestão que faço, é de vez em quando ir regando os camaarões com o próprio molho.

Necessitamos de como sempre dois ingredientes especiais que devemos usar e abusar:
Amor
Paixão
250g de margarina, eu prefiro manteiga
1 Kg de Camarão, claro se for camarão de Moçambique muito melhor
6 dentes de alho
Piripiri 2 a 3 malaguetas, aqui está ao vosso gosto, eu como sabem sou adepto do picante
Um pouco de sal
Azeite
Cerveja

Começamos por lavar os camarões.
Secamos muito bem os camarões.
Com muito cuidado, abrimos os camarões pelo dorso, sem os separar nem retirar a cabeça.
Retiramos a tripa.

Num almofariz ou pilão, já que estamos a falar duma receita africana, colocamos os dentes de alho um pouco sal , o piripiri, e a manteiga.
Misturamos ou pilamos até obtermos uma pasta homogénea.
Untamos os camarões um a um com a pasta.
Colocamos os camarões abertos, num tabuleiro que possa ir ao forno
Deixamos os camarões envoltos nessa pasta durante alguma horas
Regamos com  azeite e cerveja.

Levamos ao forno pré-aquecido a 200º
Passados 15-20 minutos, verificar se a casca está vermelha, devem estar prontos.
Servir de imediato.
Atenção ao servir polvilhar com amor e paixão
Para acompanhar foi-me falado em batata frita às rodelas, mas julgo que um arroz branco fique bem.



Sem comentários:

Enviar um comentário